EDUARDO GARCEZ FALA SOBRE COMPORTAMENTO SOCIAL E SEDUÇÃO

Publicado em às 15h49

Eduardo Garcez veio ao Mega Moda Park gravar o #3 Episódio do nosso MODACast especial Dia dos Namorados. Que foi ao ar essa semana no Spotify e no Youtube (assista aqui o episódio completo). Aproveitamos a oportunidade para saber tudo sobre esse processo de sedução e o papel da roupa nisso tudo.

Eduardo é especialista em comportamento social e sedução. Trabalha com o público feminino há mais de 5 anos. Formado em Administração de Empresas e com diversas especializações em comportamento humano, assumiu o nicho feminino e relacionamentos após uma Especialização em Constelação Familiar. Na oportunidade entendeu o padrão e porque atraia mais mulheres em seus trabalhos.

Confira alguns trechos dessa entrevista:

D.G: Muitas mulheres reclamam da solteirice, por que você acha que isso acontece?

E.G: Isso acontece hoje simplesmente por um fator muito importante, que é óbvio mas que elas não entendem. Hoje, a mulher mais sexy, a mulher mais sedutora, a mais desejada por homens de alto valor é a mulher independente, é a mulher que se banca, que está no mercado de trabalho, que tem o dela. E essa mulher tem essa energia de independência muito forte, e ela tende a fazer o seguinte: Quando ela está bem consigo mesma, vamos dizer assim, trabalhando, prosperando, cuidando do corpo, geralmente ela não quer ter um relacionamento. Por ela não querer ter um relacionamento, ela acaba se “fechando” e nesse momento ela atrai pessoas, atrai homens bons que estão naquela mesma vibe, o homem ideal. Só que ela está fechada, eu chamo isso de “o eu do sucesso”, ela está no “Eu do Sucesso” dela ok? E em algum momento, porque nós somos todos orgânicos de tempos em tempos e a gente muda, em algum momento ela cai para o “Eu do fracasso”, que é a carência, ela fica vulnerável, ela perde filtros. E aí, acontece que aquele cara bom já não está ali mais, vai vir só o homem ruim. E ela não tem filtro, está carente e acaba deixando esse homem ruim entrar. Aí é onde mora o perigo, porque ela não tem conhecimento em relacionamento, ela tem conhecimento em business. Ela tem conhecimento em outras áreas, mas em relacionamento ela não tem. E mais uma vez, de forma repetida, ela entra em algo que ela acha que é porque os homens são iguais, que ela tem dedo podre, mas na verdade ela só está permitindo na hora errada.

 

D.G: Você acha que todas as mulheres estão preparadas para ouvir as suas ideias?

E.G: Na verdade, a maioria das minhas clientes, 98% começaram como haters, começaram criticando, e aí o que acontece, elas tem um impacto, mas por mais que não esteja preparada, aquele impacto pegou. Ela vai sair num próximo date e vai se conectar com aquela frase, aí vai voltar e consumir mais alguma coisa. Passa um mês, ela vê que isso faz algum sentido e aí se torna minha aluna.

“O primeiro encontro não é um encontro amoroso, é um encontro de validação. O encontro de validação é um café, um café que você vai para se conectar com a pessoa para você olhar e ver se realmente aquilo que ela entregou nas redes sociais é real.”

 

D.G: Essa questão da sedução, você acha que a roupa interfere no primeiro encontro?

E.G: Com certeza! Só que eu costumo dizer o seguinte para minhas alunas: o primeiro encontro não é um encontro amoroso, é um encontro de validação. O encontro de validação é um café, um café que você vai para se conectar com a pessoa para você olhar e ver se realmente aquilo que ela entregou nas redes sociais é real. Só que você tem que ter conhecimento para fazer essa leitura. Com certeza a roupa é aquela questão né, a primeira impressão é a que fica.

D.G: Você daria alguma sugestão de look para esse primeiro momento de validação?

E.G: Eu sou apaixonado por mulheres que se vestem como mulheres, mulheres high level, high ticket, uma roupa mais formal, mais feminina. E o homem, acho que esporte fino sempre cai bem, uma calça com sapatênis fica maravilhoso.

 

D.G: Depois do momento de validação, vem o date propriamente dito. No date, muda esse look ou permanece?

E.G: Aí já existe uma preparação, o cara tem que ir para impressionar, aí ele tem que ir com o melhor look que tem no armário. Eu por exemplo, iria como estou agora, de blazer.

D.G: E a menina, para o date? Primeiro, que é a validação você falou que tem que valorizar o feminino e tudo mais. E o date, qual é o look?

E.G: O date ela pode apimentar um pouco mais, a mulher não precisa ter pouca roupa para parecer sensual, ela só precisa ter a postura, o olhar, isso já deixa ela totalmente sensual, mas a roupa sim encaixa, não precisa ser curta demais.

 

D.G: Você tem uma mensagem que você queria deixar desse seu trabalho?

E.G: Quero deixar aqui para todo mundo: quanto mais você se conhece, mais você se cura. Essa é a mensagem. Procure sempre estar se conhecendo, porque hoje, você não é a mesma Daniela de 3 meses atrás, então você precisa de novas ferramentas, novos conhecimentos, e o estudo, ele é constante.

_________________________________________________________________________________
Entrevista por Daniela Guimarães | Grupo Mega Moda